Nossa Comunidade

Pesquisar em nosso portal

Carregando...

Nossas notícias

Frentista desatento coloca dois combustíveis em automóvel e deixa cliente no prejuízo, em Santa Cruz

 
Após chegar de seu trabalho o Sr Júnior, como é conhecido foi a casa de sua sogra no Conjunto Cesarão para apanhar seu filho que fica sobre os cuidados das mesma para que ele e sua esposa possam trabalhar.  No trajeto para sua residência parou no Posto de Abastecimento Guguinha, situado na Estrada da Pedra, Nr 26 - Santa Cruz, no Largo do Curral Falso, em frente a estação do BRT CURRAL FALSO e pediu para que o frentista colocasse R$ 10,00 de ÁLCOOL, atento com seu filho não reparou que o frentista colocou não só R$ 10,00 de ÁLCOOL, como também R$ 10,00 de GASOLINA, ao abrir a carteira para pagar o frentista falou rispidamente são R$ 20,00, revoltado pela desatenção do frentista o Sr Júnior disse que não iria pagar e exigiu que o mesmo retirasse a gasolina que colocou no seu carro, claro que não foi impossível, levado o problema ao gerente do posto, nada foi resolvido e o Sr Junior, ainda foi contrangido pelo mesmo, que lhe falou que poderia ir mais seria cobrado depois, e que o funcionário pagaria o prejuízo. O Sr Jr Júnior é motorista de ônibus, trabalhador como todos nós, de formação evangélica, e em nenhum momento se negou a pagar o que ele solicitou que fosse colocado no carro, mais queria que o funcionário se retratasse ou reparasse o seu erro, o que não ocorreu, o Sr Júnior só saiu do posto após sua família comparecer ao local pois o mesmo se sentiu ameaçado, forçado  a pagar uma dívida que o mesmo disse que era injusta, contrariando o art 71 da LEI Nº 8.078, DE 11 DE SETEMBRO DE 1990,  Código de Defesa do Consumidor. (Art. 71. Utilizar, na cobrança de dívidas, de ameaça, coação, constrangimento físico ou moral, afirmações falsas incorretas ou enganosas ou de qualquer outro procedimento que exponha o consumidor, injustificadamente, a ridículo ou interfira com seu trabalho, descanso ou lazer) além do fato, o Sr Júnior  foi humilhado a frente de seu filho de 6 anos, por causa de R$ 10,00, que assustado chorava não intendendo porque vários homens descutiam com o seu paios falando que iriam acionar a cabine da Polícia Militar que estava a não mais de 30 (trinta metros) do posto, exigindo que ele pagasse os R$ 20,00, também contrariando o Art. 18, da LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990, Estatuto da Criança e do Adolescente (Art. 18. É dever de todos velar pela dignidade da criança e do adolescente, pondo-os a salvo de qualquer tratamento desumano, violento, aterrorizante, vexatório ou constrangedor.)
O Sr Júnior, acabou pagando os  R$ 20,00, indignado com que acabará de passar, e exigiu o comprovante da sua tortura psicológica a Nota fiscal que comprova esse desmando, na sua nota fical consta ois 2 (dois) combustíveis. Isso é inacreditável! Esse é o pais da Copa do Mundo e das Olimpíadas! Isso é Brasil!
Agora vejam só! olhem o carro do Sr  JÚNIOR, e vejam se seu carro tem cara de TOTAL FLEX ou seja, que recebe dois combustíveis, os funcionários daquele estabelecimento comercial são completamente despreparados, desconhecem completamente o que é o Código de Defesa do Consumidor, o Gerente não tem um pingo de educação, e o pior colocou uma criança em uma situação vexatória, o posto é antigo na região, nunca ouvimos falar de problemas assim, mais creio também que os proprietários devem desconhecer o procedimentos de seus funcionários, pois corroborar com essas atitudes, como comerciante é dar um tiro no pé, pois "O Cliente" sempre tem razão nesses casos, são os clientes que dão o lucro que irá pagar as contas inclusive o salário desses funcionários maleducados.  Isso é um caso de polícia, de polícia não de justiça! Queria ver se o carros fosse uma BMW se os funcionários se portariam assim também!
Encontrei o Sr Júnior e perguntei como ele estava e o mesmo confidenciou, que desta história o que ele mais sentia era o que ele passou na frente doi seu filho, toda vez que olha para seu filho lebra do ocorrido, sente até vontade de chorar, pois nunca pensou passar uma situação dessas na frente do seu filho, sentido-se impotente, sem nada podendo fazer, é muito triste! Nossos pais são nossos heróis é nele que nos espelhamos, é ele que adimiramos, é igual a ele que queremos ser quando crescer é pertos deles que sentimo-nos protegidos! Garanto que isso tambem não foi legal para o filho do Sr Júnior!
Esperamos que o tempo possa amenizar suas feridas e apagar de suas vidas esse vexame que não desejamos a ninguem!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Bate papo "Tudo de Bom"