Nossa Comunidade

Pesquisar em nosso portal

Carregando...

Nossas notícias

Polícia Civil diz que Corregedoria vai investigar auto de resistência forjado na Favela do Rola

Corpo de rapaz é abandonado após auto de resistência ser forjado

Por nota, a Polícia Civil se manifestou sobre o vídeo que mostra policiais civis forjando um auto de resistência na Favela do Rola, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. O texto afirma que a delegada Martha Rocha, que comanda a corporação, ordenou a abertura de uma sindicância disciplinar interna sobre o caso.

Em uma das cenas, os policiais arrastam o corpo de um dos mortos

Confira a íntegra:
A fim de verificar se houve total observância ao que dispõe a Portaria N.º 553/2011, que estabelece as diretrizes básicas a serem observadas pelas autoridades policiais na apreciação de fatos apresentados como ‘auto de resistência’, a Chefe de Polícia Civil, delegada Martha Rocha, determinou, neste sábado (11/05), a transferência do Inquérito Policial, em andamento na 36ª DP (Santa Cruz), para a Corregedoria Interna da Polícia Civil (Coinpol). A Chefe de Polícia também determinou a instauração de sindicância disciplinar na Coinpol, que verificará, entre outras coisas, se houve pleno cumprimento da Portaria em vigor. Ficará a cargo da Corregedoria a manifestação quanto à necessidade do afastamento dos envolvidos de suas funções durante a apuração, conforme prevê a legislação disciplinar.
A operação de que trata o vídeo exibido na página da web do Jornal Extra foi realizada por equipes da Coordenadoria de Recursos Especiais, com apoio de helicóptero e de carro blindado, em 16 de agosto de 2012, em decorrência da obtenção de dados de inteligência, inclusive denúncias anônimas (Disque Denúncia), dando conta do paradeiro do traficante de vulgo ‘DG’, que estaria circulando na comunidade conhecida como ‘DO ROLAS 1’ , em Santa Cruz, havendo informação também a respeito de dois pontos chaves para o tráfico naquela comunidade e que foram os locais de confronto referidos na matéria jornalística.
Dessa operação resultaram apreendidas armas e munição, sendo 4 fuzis, 1 espingarda calibre 12, 2 pistolas, 4 carregadores e 67 cartuchos, além da apreensão de mais de 9 kg de cocaína, 334 g de maconha, 62,9 g de crack e 42 frascos de solvente orgânico, bem como de R$ 981,25, em espécie, proveniente da venda de drogas.
Dos confrontos armados, resultaram em cinco mortos, todos identificados como maiores de idade e que empreenderam resistência armada à ação policial, três dos quais, inclusive, com antecedentes por crimes de tráfico de drogas ou homicídios ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito ou crimes contra o patrimônio, tudo constando no Inquérito Policial respectivo, instaurado à época na 36ª DP ( Santa Cruz).
Segundo depoimentos colhidos no inquérito policial, após vencida a resistência empregada pelos traficantes, as equipes da CORE providenciaram o socorro para os feridos, que tiveram de ser removidos para hospital próximo, pelos próprios policiais. Ainda pelo que já consta nos autos, a perícia foi devidamente acionada.

Fonte: Jornal Extra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Bate papo "Tudo de Bom"