Post Top Ad

Post Top Ad

Arquivo do blog

domingo, 11 de junho de 2017

Jornal Real notícias suspende edição impressa após mais de 21 anos


Imagem da capa da primeira edição em novembro de 1985



É com muita tristeza que começo escrevendo esta matéria, recebi a notícia do grande amigo Paulo Mendonça, Diretor Geral, do Jornal Real Notícias, que exatamente  a 21 anos e seis meses, exerce o ofício da comunicação, através do Real Notícias, contribuindo para o desenvolvimento social, dos bairros de Paciência, Santa Cruz e Sepetiba.
Segundo Paulo Mendonça, a falta de apoio financeiro, foi o motivo para a suspensão da circulação da edição impressa. Apesar desta má notícia para a Comunicação na Zona Oeste, há um alento, pois o Real Notícias continuará o seu brilhante trabalho histórico, de mídia alternativo, através de sua versão on-line, no BLOG, http://realnoticias.blogspot.com.br/ e suas  redes sociais, até que possa restabelecer a sua versão impressa.






Não é novidade para ninguém, que comecei a me interessar pela Comunicação, depois de viajar pelas páginas dos jornais de bairro da minha região, o “REAL NOTÍCIAS” e “O QUARTEIRÃO”, que impulsionaram o meu desejo de ser Jornalista. Meu emprego, o pouco que tenho na vida, vieram desse desejo de viver da Comunicação, que inegavelmente vive uma crise, assim como diversas outras áreas no país, aliar novos produtos e tecnologias e procurar a capacitação dos meios de comunicação, pode ser uma forma de atenuar a crise, inovar é preciso, para se manter vivo.

O Real Notícias apesar das dificuldades, ainda mantém alguns parceiros fiéis, que  apesar do apoio, não são suficientes para a cobertura do custo de manutenção da edição impressa. mas acreditam no Real e continuam com o apoio e por isso merecem ser mencionados nessa matéria, são eles: Bar do Zé Cláudio, Escritório Contábil Eduardo, Mercado Bom dia e Vidraçaria Antares.

Tenho participado de fóruns, seminários, reuniões junto ao poder público, e movimentos culturais, onde tenho afirmado a importância de apoio aos meios alternativos de mídia, que fomentam e apoiam as várias vertentes do desenvolvimento social, nas variadas regiões da cidade, assim como Real Notícias, que ajuda a formulação de polícias públicas, ligadas aos esportes, culturas, meio ambiente, cultura, educação, etc. E nunca são lembrados nas periferias, não há incentivo e políticas públicas diretas para que trabalhos como este do Real Notícias, de grande relevância para a sociedade, com uma história de mais de 21 (vinte um) anos seja mantido, um trabalho que registra a história local, que resgata a história e memória  de fatos históricos, que auxiliam na cultura e na educação, esses veículos também estão intimamente lidados a cidadania, da mesma forma que qualquer grande veículo de comunicação, que recebem pomposas cifras pelo que fazem a sociedade. A exemplo, o Real Notícias esta localizado em uma área onde existem mais de 30 (trinta) grandes empresas no pólo industrial de Santa Cruz, que poderiam auxiliar e fomentar a comunicação local e apoio a essas vertentes sociais, através dos meios de mídia que existem na região, essa iniciativa que estou formulando passa pela necessidade também, de mercado para profissionais de Publicidade e Jornalismo, que hoje são demitidos aos montes em face da crise da Comunicação, a ideia e ter profissionais alocados nesses veículos afim de profissionalizá-los, e transformá-los em micro empresas de comunicação. a fim de ajudar a todos.

É meu desejo, unir todos os veículos de comunicação alternativos, para que possamos formular propostas que ajudem a manutenção e apoio dos trabalhos que existem em nossa áreas, discutindo quais são nossas demandas, o que fazemos, como se especializar, novas tendencias, formalização, política de incentivos fiscais, para que empresas possam patrocinar os meios de comunicação alternativos, somos capazes, mais temos que nos unir.

Já participei na Câmara dos Vereadores, junto ao Vereador Reimont, das seções para a criação do Conselho Municipal de Comunicação, o que não foi a frente, acabou que a comunicação ficou renegada a uma pasta do Conselho Municipal de Cultura. Se somos da Cultura, porque não somos representados, porque não temos políticas próprias para nosso setor? São perguntas como essas que devemos procurar equacionar. 

Os companheiros que desejarem aderirem ao nosso Movimento Social "ALTERNATIVOS RIO", podem entrar em contato conosco, pois estamos formulando propostas para oferecer as autoridades públicas através dos Conselhos Municipais e Estaduais de Cultura, Câmaras Municipais, Câmara dos Deputados, etc, para que nossa situação seja vista, avaliada e apoiada, com os mesmos recursos que apoiam a todos!

Telefone: (21) 97001-2362 (WathsZapp) - Carlos Roberto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial